Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
Home / Projetos – Soraya Ferreira Alves

Projetos – Soraya Ferreira Alves

Projetos de pesquisa
2013 – Atual
Tradução Literária

Descrição: Tradução comentada de textos literários de diversos gêneros.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Soraya Ferreira Alves – Coordenador / Guilherme Lucas Monteiro – Integrante / Laís Offrede – Integrante.
2012 – 2012
Tradução de Literatura Fantástica

Descrição: Análise e realização de traduções de literatura fantástica.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .

Integrantes: Soraya Ferreira Alves – Coordenador / Deborah Tostes Sales – Integrante / Thaís Torres Machado de Campos – Integrante / Rebeca Zorzetti – Integrante.
2011 – 2013
Tradução Poética de Elizabeth Bishop

Descrição: Análise crítica das traduções de Paulo Henriques Brito de “Poemas do Brasil” de Elisabeth Bishop..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Soraya Ferreira Alves – Coordenador / Jorgiana de Azevedo – Integrante.
2010 – 2012
AUDIODESCRIÇÃO PARA DEFICIENTES VISUAIS: POR UM MODELO DE AUDIODESCRIÇÃO BRASILEIRO PARA A MÍDIA

Descrição: Este projeto visa pesquisar melhores alternativas para a acessibilidade aos meios audiovisuais de deficientes visuais, mais especificamente a audiodescrição. A Audiodescrição (AD) pode ser definida como a técnica utilizada para tornar o teatro, o cinema, a TV, bem como obras de arte visuais, acessíveis para os cegos. Seria a tradução das imagens. A tradução é colocada entre os diálogos e não interfere nos efeitos musicais e sonoros. No caso de obras de arte (pintura, escultura), seria a descrição da composição das telas e as técnicas utilizadas. A AD ainda não é utilizada no Brasil, apesar de estar prevista pela portaria número 310 de 27/07 de 2006 (Diário Oficial da União de 28/07/2006). Enquanto essa implantação não acontece, faz-se necessário o desenvolvimento de pesquisas que investiguem padrões de audiodescrição para serem usados no país, pois há muitas reflexões a serem feitas na busca por conceitos adequados a este ato tradutório, bem como no desenvolvimento de padrões estéticos que partam do entendimento da audiodescrição como agente de interação sócio-cultural. Esse projeto se dedicará, mais especificamente, à pesquisa com a AD de produções para o cinema. A partir da leitura de bibliografia especializada e da consideração de resultados obtidos em pesquisas desenvolvidas em outras universidades brasileiras (UECE, UFMG, UFBA), será constituído um corpus com 6 filmes de curta-metragem de autores brasilienses a fim de se propor padrões de audiodescrição que atendam à comunidade cega. A escolha levou em conta a disponibilidade dos cineastas em cederem os direitos para a tradução por AD do filme e sua exibição para grupos de deficientes visuais, bem como a oportunidade de consultoria com os autores. A pesquisa será feita junto a sujeitos cegos adultos e adolescentes ligados a entidades de assistência ao cego de Brasília, como o Centro de Ensino Especial para o Deficiente Visual CEE e o Clube do Ledor, e terá como base Estudos de Tradução Audiovisual, Semiótica.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .

Integrantes: Soraya Ferreira Alves – Coordenador / Veryanne Couto Teles – Integrante / Tomas Verdi Pereira – Integrante / Diogo Sousa Alexandre – Integrante / Karine Neumann Gonçalves – Integrante / Charles Rocha Teixeira – Integrante / Gabriela Del Rio – Integrante.
2010 – 2011
TRADUÇÃO INTERSEMIÓTICA: INTERFACES, INTERTEXTUALIDADES E RESSIGNIFICAÇÕES NAS ADAPTAÇÕES DA LITERATURA PARA A MÍDIA

Descrição: No momento em que a adaptação audiovisual derivada de uma obra literária produz signos que traduzem signos dessa obra, são acrescentadas marcas que não estavam presentes no livro aos novos signos criados. No instante em que a obra literária e sua adaptação se apresentam como signos um do outro, cada signo é entendido como uma tradução. Assim, a passagem de um sistema verbal para um não-verbal se constitui como um processo tradutório, em que se trabalha com dois signos: o traduzido, que é a obra literária em si, e o signo tradutor, que é a tradução para a mídia, quer seja em forma de novelas, mini-séries, documentários, videogames, filmes, quadrinhos, ou outros. Nessa perspectiva, este projeto tem por objetivo analisar as estratégias utilizadas nas adaptações da literatura para a mídia no contexto da atualidade. Com base na bibliografia estudada, pretende discutir as novas concepções e alcances da tradução para a mídia; investigar em que medida as estratégias utilizadas nas adaptações estudadas causam a ressignificação das obras; observar a influência da cultura de chegada nas produções para a mídia; e verificar a posição da crítica atual em relação às adaptações para a mídia. Para tanto, será analisado o processo de tradução e recepção de obras literárias para a mídia a partir de um corpus formado por peças de produção midiática geradas a partir de obras literárias no período entre 2006 e 2010. O primeiro passo será a leitura e discussão da bibliografia sobre o assunto. Será feita, então, a análise das peças midiáticas e livros do corpus para a discutição das estratégias utilizadas pelos profissionais na tradução. A análise terá como base os Estudos Descritivos de Tradução, a Teoria Semiótica, Teorias Literárias, Estudos Midiáticos e sobre Adaptação. A partir dos resultados obtidos, esta pesquisa pretende propor uma metodologia de análise consistente que contribua para o entendimento do processo tradutório audiovisual, bem como para a crítica de produções midiáticas.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Soraya Ferreira Alves – Coordenador.
2010 – Atual
Tradução Audiovisual e Acessibilidade

Descrição: Este projeto visa desenvolver pesquisas nas diversas modalidade de tradução audiovisual e suas aplicações quanto à acessibilidade de pessoas com deficiência, uma vez que a chamada Sociedade da Informação na qual vivemos hoje traz novas maneiras de processar mensagens e traduzí-las. Assim, inclui pesquisas em nível de Iniciação científica (Audiodescrição do Livro Infantil), de auxílo ao ensino de Graduação – REUNI, bem como de inserção na graduação e mestrado na orientação de monografias e dissertações..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Soraya Ferreira Alves – Coordenador / Veryanne Couto Teles – Integrante / Tomas Verdi Pereira – Integrante / Charle Rocha Teixeira – Integrante / Gilson Soares Cordeiro – Integrante / Diogo Sousa Alexandre – Integrante / Karine Neumann Gonçalves – Integrante / Gabriela Del Rio – Integrante / Silvio Heleno Correia Pinheiro – Integrante / Bárbara Martins Madeiro Fernandes – Integrante / Maria Luiza Matias Menezes – Integrante / Cynthia Anatalina de Jesus Miranda – Integrante / Márcia Cristiny da Silva Souza – Integrante / Beatriz Falcão – Integrante.

Projetos de extensão
2013 – 2013
Programa de Extensão TAAAI – Tecnologia Assistiva, Acessibilidade, Autonomia e Inclusão PROEXT 2013

Descrição: O Programa de Extensão Tecnologia Assistiva para Acessibilidade, Autonomia e Inclusão propõe integrar de maneira coordenada ações para inclusão da pessoa com deficiência em curso na Universidade de Brasília. Nosso objetivo principal é promover ações articuladas de inclusão da pessoa com deficiência favorecidas pela tecnologia de forma a contribuir com a geração de acessibilidade e autonomia com base no marco legal estabelecido, sobretudo a Declaração dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Dessa forma, pretende-se formar uma rede de cooperação interdisciplinar com potencial para nucleação de professores pesquisadores lotados em diferentes unidades acadêmicas da Universidade de Brasília que atuam em múltiplas ações de extensão relacionadas à pessoa com deficiência e linhas de pesquisa e extensão universitária de distintas temáticas que convergem para o desenvolvimento de produtos, recursos, metodologias, estratégias, prática e serviços que objetivam promover a funcionalidade, relacionada à atividade e participação, de pessoas com deficiência, incapacidades ou mobilidade reduzida, visando sua autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (50) / Mestrado acadêmico: (5) .

Integrantes: Soraya Ferreira Alves – Integrante / Helena Santiago Vigata – Integrante / Emerson Fachin Martins – Integrante / Antônio Padilha Lanari Bó – Coordenador / Patrícia Neves Raposo – Integrante.
2013 – Atual
Cultura e sociedade: acessibilidade de peças audiovisuais – audiodescrição e legendagem

Descrição: Este projeto de extensão tem como objetivo propor ação na área de Cultura e Sociedade no que tange à acessibilidade de pessoas com deficiência a peças audiovisuais e artísticas, como cinema, teatro e artes plásticas. Para tal, conta com a participação de entidades e instituições sem fins lucrativos que demandarão material a ser legendado e audiodescrito pelos participantes do projeto. O projeto também se propõe a organizar mostrar audiovisuais para formação de platéia de usuários dos recursos. Palavra chave Acessibilidade; legendagem; audiodescrição.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (26) / Mestrado acadêmico: (2) .

Integrantes: Soraya Ferreira Alves – Coordenador / Charles Rocha Teixeira – Integrante.
2011 – 2013
Integração Universidade Escola:o estudo do inglês com o deficiente visual – materiais, métodos, inclusão e cidadania

Descrição: Vários alunos deficientes visuais do CEEDV-Brasília (Centro de Educação Especial do Deficiente Visual) e frequentadores do Clube do Ledor (núcleo de atendimento ao deficiente visual inserido na Biblioteca Braile da mesma instituição) têm tido a oportunidade de cursar inglês como língua estrangeira nos CILs (Centros interescolares de Línguas); outros, ainda, estudam inglês nas universidades, no ensino médio ou para concursos públicos. Esses alunos, muitas vezes, necessitam de voluntários que os auxiliem em seus estudos da língua inglesa fora da sala de aula, como na elaboração de trabalhos e tarefas de casa. Porém, o número de voluntários do Clube do Ledor é insuficiente, além de oscilante, e muitos alunos ficam sem a assistência necessária. Frente a essa realidade, este projeto se propõe a selecionar 5 alunos universitários com proficiência em inglês que acompanharão os deficientes visuais em seus estudos, a fim de aumentar o número de voluntários de estudo do inglês do Clube do Ledor; desenvolver materiais e métodosadequados para o estudo do inglês com deficientes visuais; elaborar atividades adequadas aos deficientesvisuais que auxiliem no estudo e na prática da língua inglesa. Espera-se, assim, contribuir para a inclusão desses sujeitos na sociedade, bem como para a sua reabilitação..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .

Integrantes: Soraya Ferreira Alves – Coordenador.

Deixe uma resposta

Site by: Stainless Steel Teapots