Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
Home » Audiodescrição para Televisão

Audiodescrição para Televisão

Audiodescrição para a televisão: Diferentes modelos para diferentes gêneros?

Prof. Charles Rocha Teixeira

Este projeto visa pesquisar melhores alternativas para a acessibilidade aos meios audiovisuais de deficientes visuais, mais especificamente a audiodescrição. A Audiodescrição (AD) pode ser definida como a técnica utilizada para tornar o teatro, o cinema, a TV, bem como obras de arte visuais, acessíveis para os cegos. Seria a tradução das imagens. A tradução é colocada entre os diálogos e não interfere nos efeitos musicais e sonoros. No caso de obras de arte (pintura, escultura), seria a descrição da composição das telas e as técnicas utilizadas. A AD ainda não é utilizada no Brasil, apesar de estar prevista pela portaria número 310 de 27/07 de 2006. Enquanto essa implantação não acontece, faz-se necessário o desenvolvimento de pesquisas que investiguem padrões de audiodescrição para serem usados no país, pois há muitas reflexões a serem feitas na busca por conceitos adequados a este ato tradutório, bem como no desenvolvimento de padrões estéticos que partam do entendimento da audiodescrição como agente de interação sócio-cultural.
Esse projeto se dedica, mais especificamente, à pesquisa com a AD de gêneros televisivos, como a telenovela, programas humorísticos e de auditório. A partir da leitura de bibliografia especializada e da consideração de resultados obtidos em pesquisa anterior intitulada Audiodescrição para deficientes visuais: Por um modelo de audiodescrição brasileiro para a mídia, desenvolvida em 2010/2011 na UnB, e que se propunha a propor padrões de audiodescrição que atendam à comunidade cega, será constituído um corpus com exemplares de gêneros televisivos diversos fim de se verificar se o modelo definido na pesquisa anterior, definido a partir da aplicação de roteiros de AD a curtas metragens e testados com sujeitos deficientes visuais, se aplica também aos gêneros televisivos ou se é necessário desenvolver modelos de AD diferenciados para cada um. A pesquisa será feita junto a sujeitos deficientes visuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado